Blog
O que é um Sistema Autônomo e qual a sua importância para o funcionamento da internet?

O que é um Sistema Autônomo e qual a sua importância para o funcionamento da internet?


A internet é um conjunto de redes que se conectam entre si. O nome técnico dado a cada uma dessas redes é Sistema Autônomo, e corresponde a conexões independentes que seguem padrões tecnológicos comuns e capazes de permitir a operação interna e a formação da estrutura de internet. O AS (Sistema Autônomo) possui uma política de roteamento e pode ser identificado por um número na internet, o que é denominado de ASN (Autonomous System Number).

Dentre os tipos de AS identificados na internet, se definem: provedores de serviços ou de conteúdos; provedores de acesso; provedores de trânsito; universidades e instituições financeiras. Vamos entender melhor sobre cada um desses AS e compreender sua importância para o funcionamento da internet? Continue sua leitura para saber mais sobre esse assunto!

Quais são as particularidades dos tipos de AS?

Embora o AS seja uma rede independente, ele possui total autonomia para operar internamente sua própria estrutura de rede, e isso faz com que cada Sistema Autônomo tenha suas particularidades, que são:

Provedores de serviço ou de conteúdos

São empresas que oferecem serviços e conteúdos distribuídos de forma online. Esses conteúdos podem ser criados ou comprados com o objetivo de distribuição na internet. Esse tipo de provedor pode atuar de forma paga ou gratuitamente fornecendo serviços de internet, download de programas ou conteúdos diversificados.

Provedores de acesso

Os provedores de acesso são as empresas responsáveis pela infraestrutura de rede que faz com que todos os sistemas e aparelhos estejam conectados e com acesso para um bom funcionamento da rede. Ou seja, ele libera o acesso para que todos os usuários possam permanecer conectados à internet.

Provedores de trânsito

Geralmente um provedor de trânsito possui redes grandes na internet que são dispostas em diversas regiões do mundo, permitindo um fluxo e troca de dados e informações pela internet em escala global. É por conta desse tipo de provedor que é possível uma maior eficiência e qualidade nos serviços de streaming, clouds e games, por exemplo.

Por que os sistemas autônomos são importantes?

Para que uma rede possa se manter conectada é preciso que aconteça uma troca de dados e informações entre elas. Os sistemas autônomos realizam essa comunicação por meio de protocolos, que podem ser independentes para cada sistema, mas devem respeitar um padrão tecnológico para se conectar com outras redes. Esse protocolo é o BGP (Border Gateway Protocol), que é o protocolo de roteamento da internet.

Cada Sistema Autônomo consegue identificar os usuários e IPs de sua própria rede sem nenhuma complexidade. No entanto, para que possa estar conectado à internet, é necessário que o AS envie esses dados às outras redes vizinhas e receba dados correspondentes, coletando novas informações e roteando os melhores caminhos para o seu destino online.

Para criar uma rede global como é o caso da internet, é preciso que seu esquema de redes principal seja formado por uma infraestrutura simples e neutra, capaz de enviar os pacotes de rede para o seu destino e tornando toda a dinâmica do processo escalável. É isso que permite que a inovação aconteça e novas soluções possam ser fornecidas no ambiente virtual.

Gostou? Então curta nossa página no Facebook e confira mais assuntos interessantes como este.


Data de publicação:

21/07/2022

Compartilhar:

Confira também:

Conheça o SASE da UPX
Produtos UPX

Conheça o SASE da UPX

Leia mais

WAF: conheça os benefícios
Cibersegurança

WAF: conheça os benefícios

Leia mais

4 anos em 4 meses: mudanças no uso da internet impulsionadas pela pandemia
Geral

4 anos em 4 meses: mudanças no uso da internet impulsionadas pela pandemia

Leia mais

Fale com
um Especialista

Envie o seu contato para que um dos nossos especialistas possam te retornar via e-mail. Os campos marcados com “*” são de preenchimento obrigatório.