Blog
Por que é importante monitorar sessões BGP? Entenda aqui!

Por que é importante monitorar sessões BGP? Entenda aqui!


A internet depende de um grande número de ferramentas, equipamentos e protocolos para funcionar. O protocolo BGP é um dos mais importantes, pois ele é a “linguagem” utilizada entre os Autonomous System Numbers (ASN) para se comunicarem na Internet.

O BGP foi desenvolvido como um meio de troca de informações entre Sistemas Autônomos sem nenhuma checagem destas informações, existe uma relação de confiança entre os Sistemas Autônomos e por este motivo, muitas vezes, a confiabilidade é posta a prova, seja por ser suscetível à falhas humanas ou por más intenções.

Para te ajudar a entender melhor como o protocolo BGP funciona e os riscos e vulnerabilidades, preparamos este post. Confira e saiba como se proteger!

O que é o protocolo BGP?

O protocolo BGP (sigla para Border Gateway Protocol) é utilizado para realizar a troca de informações entre rotas que estão conectadas diretamente e indiretamente pelos Sistemas Autônomos. Ou seja, ele é uma espécie de “operador logístico” de pacotes de dados, que identifica as melhores rotas para a comunicação entre roteadores.

O protocolo foi concebido para que as decisões de roteamento sejam realizadas com a menor distância entre Sistemas Autônomos, no jargão técnico dizemos “quantidade de saltos entre Sistemas Autônomos”, portanto quanto menor a quantidade de saltos maior pontuação a rota recebe e é instalada na tabela de encaminhamento do roteador.

Além disso, o BGP também respeita outras métricas que são comumente alteradas por intervenção humana. Algumas são: preferência local, MED e AS-Path.

O protocolo BGP tem um impacto direto no funcionamento da web. Via de regra, é ele que torna possível grande parte da comunicação e troca de dados na internet a partir de uma política única.

Como o monitoramento do BGP garante a confiabilidade de uma rede?

Monitorar sessões BGP pode causar um grande impacto na confiabilidade da sua rede. Afinal de contas, como ele depende de uma relação de confiabilidade entre os Sistemas Autônomos para a troca de informações, está tão suscetível às falhas humanas e más intenções, como o BGP hijack.

Se a empresa mantém um controle sob seus ativos de TI e faz o monitoramento adequado da rede, efeitos de ataques como DDoS e BGP hijacking (sequestro BGP) são menos frequentes. Neste último, a configuração do protocolo BGP é manipulada para redirecionar os pacotes para servidores maliciosos. Assim, roubos de dados se tornam mais fáceis de serem executados.

É importante lembrar que a alta performance de uma rede também está atrelada a sua segurança. É essencial que uma rede seja monitorada tomando como base o perfil de tráfego e sua topologia para que o direcionamento dos pacotes seja feito pelas melhores rotas sem que para isso a segurança seja comprometida.

Como o monitoramento de anúncios traz visibilidade para BGP hijack e outros problemas?

Ter controle e visibilidade das mudanças de rota BGP são fundamentais para um Sistema Autônomo, porque auxiliam na correção de problemas que podem degradar a experiência do usuário e na redução de abertura de tickets relacionados à mudanças de rotas inesperadas, evitam a propagação incorreta de anúncios BGP, erros de configuração e indisponibilidade temporária.

Monitorar sessões BGP facilita, principalmente, a identificação de erros de configuração que muitas vezes acabam ocasionando o BGP Hijack de forma não intencional. No dia a dia da operação é comum que haja por falha humana, erros na hora de configurar algum prefixo de IP ou rota.

A médio e longo prazo, ter mais controle sobre as rotas BGP ajuda a minimizar o tempo e o esforço da equipe de redes e segurança com a identificação de problemas. Como isso passa a ser feito de forma proativa usando ferramentas específicas para esse fim, o tempo do time gasto para solucionar incidentes fica reduzido e os profissionais podem investir mais em outras atividades fundamentais para o negócio.

Monitorar sessões BGP pode identificar ataques DDoS?

O ataque DDoS é uma grande ameaça – principalmente, para ISPs (Internet Service Providers), telecoms e empresas as quais a internet é um pré-requisito básico para o fornecimento de seus serviços, como bancos – que ainda é muito negligenciada.

Esse tipo de ataque direciona um grande número de requisições para uma aplicação, site ou servidor em um curto espaço de tempo. Isso cria uma sobrecarga e, como consequência, prejudica ou afeta completamente a disponibilidade de rede.

Quando existe um monitoramento constante é possível ter visibilidade sobre ações maliciosas que têm como alvo a sua rede ou que a utilizem para promover um DDoS.

Quando o monitoramento se combina à soluções de mitigação DDoS os impactos desses ataques são minimizados drasticamente. Sendo assim, mesmo durante um ataque, é muito mais difícil que haja degradação de performance de uma rede e interrupção total de serviços e recursos que dela dependem. Isso porque soluções de proteção de rede filtram o tráfego malicioso entregando somente o legítimo para os clientes.

O monitoramento permite que os pacotes de dados sejam cuidadosamente analisados antes de atingirem o seu destinatário. Desse modo, o tráfego pode ser filtrado rapidamente tão logo um ataque comece.

A internet é fundamental para usuários corporativos e domésticos. Seja para visualização de conteúdos em redes sociais, a rotinas de trabalho remoto, entre inúmeras outras atividades. Justamente por isso, os negócios que dependem de conexão de rede devem se preocupar com a segurança dela.

Nesse contexto, saber como monitorar, configurar os protocolos, e usar ferramentas que minimizam o impacto de ações maliciosas diminuem o desperdício de recursos e vulnerabilidades na sua infraestrutura. Assim, você consegue dimensionar melhor a rede e estar preparados para lidar com ameaças de segurança.

Não deixe de investir em boas práticas para a gestão da sua rede. Assim, você reduzirá as vulnerabilidades existentes e garantirá uma excelente experiência para seus usuários, com a qualidade esperada.

Curtiu as dicas deste conteúdo? Siga os nossos perfis nas redes sociais para receber mais novidades sobre segurança cibernética. Estamos no Facebook Linkedin e Instagram!


Data de publicação:

11/01/2021

Compartilhar:

Confira também:

Por que tantos usuários caem em golpes de phishing?
Cibersegurança

Por que tantos usuários caem em golpes de phishing?

Leia mais

Introdução ao Ransomware, um dos principais ataques cibernéticos
Cibersegurança

Introdução ao Ransomware, um dos principais ataques cibernéticos

Leia mais

Por que os hospitais são um alvo tão atrativo para ataques DDoS?
Ataques DDoS

Por que os hospitais são um alvo tão atrativo para ataques DDoS?

Leia mais

Fale com
um Especialista

Envie o seu contato para que um dos nossos especialistas possam te retornar via e-mail. Os campos marcados com “*” são de preenchimento obrigatório.